Joca WolffUniversidade de São Paulo

Líneas de investigación: Teoria Literária e Literatura Brasileira, actuando principalmente en los siguientes temas: crítica cultural, crítica literária e teoria da modernidade. Ha sido miembro del Núcleo de Estudos Literários e Culturais (NELIC del Núcleo Juan Carlos Onetti de Estudos Literários Latino-americanos, ambos da UFSC.

Algunas publicaciones SCRAMIM, Susana ; WOLFF, Jorge . Who comes after the subject? Como pensar al sujeto en tiempos de pos-verdad. El taco en la brea , v. 9, p. 46-56, 2019.

Telquelismos latino-americanos. Relato de um percurso. LANDA , v. 7, p. 333-344, 2019.

As cinzas de Trotsky. Paulo Leminski, o real e a imaginação política. Culturas , v. 1, p. 69-79, 2019.

Joaquim Bandeira: jogos onomásticos e nova gnomonia. De Manuel Bandeira a Dalton Trevisan via Joaquim Pedro de Andrade II. BOLETIM DE PESQUISA NELIC (IMPRESSO) , v. 19, p. 25-38, 2019.

Poética da República de Curitiba. CRÍTICA CULTURAL , v. 18, p. 47,2018.

Haicai e repetição tropicais. O poema breve segundo Dalton Trevisan e Paulo Leminski. El jardín de los poetas , v. 1, p. 1-11, 2018.

Levrero com Aira: caligrafias otobiográficas. REVISTA IBEROAMERICANA , v. 261, p. 967-982, 2017.

Josefina e Flora: pós-autonomia e crítica ficcional. REVISTA LETRAS , v. 93, p. 39-51-51, 2016.

. Georgie con Miles: sobre el pudor y la voz de dos célebres animales autobiográficos. Revista del CIFFYH Área Letras , v. 8, p. 81-92, 2016.

Entre Los Libros y El Cielo. Cuadernos LIRICO , v. 1, p. 1-15, 2016.

. Câmbio de ideia. Sobre duas geografias poéticas excêntricas. REMATE DE MALES , v. 34, p. 157-170, 2014.

Autografia: pensador airado. LANDA , v. 2, p. 217-227, 2014.

Tal Brasil, qual romance? Literatura não é documento. Crítica Cultural , v. 8, p. 323-338, 2013.

. O neobarroco segundo Severo Sarduy. LANDA , v. 1, p. 1, 2012.

. Docficção em Iracema, uma transa amazônica. Outra Travessia , v. 2, p. 99-108, 2012.

. Falar cafajeste: de Manuel Bandeira a Dalton Trevisan via Joaquim Pedro de Andrade. Revista Letras (Curitiba) , v. 252, p. 167-177, 2010.

. Ricardo Piglia entre Mao y los Panteras Negras. Boletim de Pesquisa NELIC (Impresso) , v. 9, p. 152-168, 2009.

A fotografia como poesia e a poesia como fotografia. Sobre Arthur Omar e Arturo Carrera. Crítica Cultural , v. 4, p. 255-262, 2009.

Miramentos: a fotografia e o destino das imagens. Crítica Cultural , v. 3, p. 4, 2008.

. O cinema no lixo. Uma trilogia dos restos da cidade. Crítica Cultural , v. 2, p. 7, 2007.

Documentos do presente: o cinema no lixo. Boletim de Pesquisa NELIC , v. 7, p. 10-20, 2007.

Nancy Fernández . Arturo, claro enigma. Grumo (Buenos Aires) , v. 5, p. 146-150, 2006.

Nova instabilidade e simetria: crítica e autocrítica do neobarroco. Gragoatá (UFF) , v. 20, p. 127-146, 2006.

O ouro do sentido. Oroboro (Curitiba) , Curitiba, v. 4, p. 34-37, 2005.

  1. . Saídas (latino-americanas) à francesa. Grumo (Buenos Aires) , Buenos Aires, v. 2, p. 54-60, 2005.

Sou marginal! Sou herói! O periodismo cultural no entrelugar do intelectual latino-americano. Revista Iberoamericana , Pittsburgh, v. LXX, n.208-209, p. 915-938, 2004.

Fragmentos de uma poética verbivocovisual. Travessia (UFSC) , Florianópolis, v. 1, p. 91-116, 2003.

. Cronicamente inviável: a (anti)poesia setentona. Babel (Santos) , Santos, v. 5, p. 45-48, 2002.

Ricardo Piglia em Los Libros. Letras de Hoje , Porto Alegre, v. 124, p. 100, 2001. Jogos, antijogos: uma breve heterologia latino-americana. Uniletras , Ponta Grossa – PR, v. 1, p. 25-38, 2001.

Whodunit? Notas sobre os gêneros e o gênero dos gêneros. Anuário de Literatura (UFSC) , Florianópolis, v. 7, p. 273-285, 1999.

 

Outras produções

Nucleo Disciplinario Literatura, Imaginarios, Estética y Cultura. 2019. (Comissão).

WOLFF, Joca ; ESCALLON, B. V. ; SCHEIBE, F. ; CORREA, J. . Em Havana. 2017. (Revisão).

WOLFF, Jorge Hoffmann ; REALES, L. . IV Reunión del Comité Académico Literatura, Imaginarios, Estética y Cultura (AUGM). 2017. (Comissão).

Potências do cinema. 2016. (Parecer).

Paulo Leminski e as paisagens da poesia. 2016. (Parecer).

Comissão Avaliadora de Mestrandos. 2016. (Comissão).

Narrativa e conhecimento: um olhar sobre o amor na obra Eugênia Grandet, de Balzac. 2015. (Parecer).

Comissão Avaliadora. 2015. (Comissão).

Grupo Temático NELIC. 2015. (Coordenação).

A curva de Leminski. 2015. (Parecer).

Boletim de Pesquisa NELIC n. 22. 2015. (Parecer).

El espacio autobiográfico en la literatura brasilea del siglo XX. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Poesia e (auto)biografia. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

REALES, L. ; WOLFF, Jorge H. ; Soares, L. F. G. . Comissão Avaliadora dos Relatórios de Atividades. 2012. (Comissão).

. A comunidade dos espectros. I. Antropotecnia. 2012. (Revisão).

Boletim de Pesquisa NELIC. 2012. (Parecer).

Revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea. 2011. (Parecer).

Ensaio sobre imagem e fotografia. 2010. (Parecer).

Modernismos y Nuevos Regionalismos. 2009. .

Ensaio sobre cinema. 2009. (Parecer).

Comissão de Pesquisa da Unisul. 2008. (Qualificação de pesquisa).

«Como escrever mal»: dos best-sellers aos transgressores. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

NODARI, A. ; DAVILA, L. ; SCHEIBE, F. . O que é um autor?. 2011 (Coordenação de mesa-redonda).

. Miradas críticas III: tempo e memória no texto literário. 2007 (Coordenação de sessão).

. Transgressão da linguagem. 2004 (Mesa-redonda).

Estudos culturais: artistas e intelectuais. 1998 (Coordenação de mesa-redonda).

Antonio Carlos Santos ; CERA, F. ; ROSA, V. ; WOLFF, Jorge H. . Pós-autonomia e crítica ficcional: o caso César Aira. 2012 (Coordenação de mesa-redonda) .